Tratamento Espiritual


Cuidar do corpo e do espírito. Esse é o principal objetivo do tratamento espiritual que acontece às quintas-feiras. Primeiramente oferece-se o passe á todos, depois médiuns e público em geral, assistem as palestras proferidas pelo tempo de 01 hora. Após a palestra o público se retira e os médiuns se encaminham a uma sala reservada e iniciam a reunião.	O objetivo é cuidar da pessoa obsedada, ou seja, aquela que sofre de envolvimento espiritual leve ou grave e também ajudar o espírito que acompanha o paciente.

É pela doutrinação, ou seja, pela conversa edificante entre o doutrinador, que também é um médium, e o espírito, que ajuda no equilíbrio do paciente. A ideia desse trabalho não é apenas mudar a forma de pensar do espírito, o causador dos danos ao obsedado, mas, sobretudo mudar o foco do pensamento do indivíduo. É um trabalho de esclarecimento para ambos, encarnado e desencarnado.

“Respeitamos principalmente o livre-arbítrio do amigo espiritual. O espírito não é obrigado a aceitar as nossas ideias”.

Trabalhar na busca da reforma íntima, manter-se em equilíbrio e vigilante é ferramenta fundamental nesse tratamento, pois o que geralmente causa a obsessão é a sintonia idêntica ou harmônica entre o encarnado e o desencarnado, fato que facilita a interferência desses espíritos nas atitudes da pessoa.

“Os espíritos podem induzir o obsedado a falar coisas inoportunas exercendo grande influência sobre paciente”.
Por isso a importância em mudar a frequência do pensamento, não entrando no mesmo padrão vibratório do espírito. Além disso, buscar, na medida do possível, corrigir as imperfeições morais. Esse é o meio para afastar as influências espirituais.

Todos aqueles que buscarem a reforma íntima certamente estarão construindo legítima defesa contra o ataque de espíritos causadores de perturbações.  	
Na realidade, não são os espíritos que interferem na vida dos encarnados, e sim, os encarnados que permitem que os espíritos interfiram nas suas vidas.